segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Tributo a Leslie Nielsen, um grande rei das comédias!

Pois é. Ao longo da história do ColorScreen, já tivemos alguns posts feitos com uma certa tristeza. Esse é mais um deles. Como todos os outros que me refiro, é uma homenagem para mais uma grande figura da cultura pop que deixa nosso plano e vai divertir platéias de outras dimensões. Estou falando do grande comediante Leslie Nielsen, que faleceu na madrugada desta segunda feira, e agora ganha uma pequena homenagem. Confira um pouco dos melhores momentos de Leslie Nielsen, um gênio do humor!

Nascido na cidade canadense de Regina, no ano de 1926, Leslie William Nielsen participou de mais de 100 produções ao longo de sua extensa carreira. Chegou a ser galã e a investir em papéis sérios ou heróicos, como no clássico cult "Forbidden Planet", ficção científica de 1956 e um dos marcos do gênero em tal década. Também teve papel de destaque no clássico "O Destino do Poseidon", em 1972. Porém, só alcançou realmente o estrelato de primeira grandeza em 1980, quando um certo gênero entraria em sua vida: a comédia.

Era o ano de 1980, quando um grupo de geniais realizadores de comédia estava iniciando sua escalada na área: Jim Abrahams e os irmãos David e Jerry Zucker, trio conhecido como ZAZ (Zucker, Abrahams e Zucker). Os escritores/diretores buscavam satirizar o cinema catástrofe, gênero muito em voga na década anterior, com um dos principais expoentes sendo a franquia "Aeroporto", que rendeu quatro filmes, de 1970 a 1979. Assim surgia uma das melhores comédias já produzidas: "Apertem os cintos, o piloto sumiu!", sátira de 1980. O filme, além de marcar época, foi o responsável por uma grande transformação na carreira de Leslie Nielsen, que ao aceitar o papel de protagonista, se revelou um comediante muito talentoso.

Em 1982, o trio ZAZ criou uma série para o canal norte-americano ABC que satirizava o mundo dos filmes policiais, subvertendo todos os clichês do gênero, com influências também de seriados investigativos, uma das principais vertentes televisivas da época. Era "Police Squad", que infelizmente, durou apenas seis episódios e logo foi cancelado, apesar de seus excelentes roteiros e gags (eu já assisti a série, e recomendo muito, é uma das coisas mais genais que já vi, merecendo um post à parte; dica: como a série não está disponível oficialmente no Brasil, você pode encontrar para download via torrent aqui). E sim, o protagonista do programa era Nielsen, no papel que seria o marco de sua carreira: o tenente Frank Drebin!

Como falei antes, a série "Police Squad" não deu certo na televisão, mas porque não daria no cinema? Foi isso que aconteceu em 1988, quando o seriado foi transposto para a sétima arte, com o nome de "Naked Gun", ou "Corra que a Polícia Vem Aí!", apresentando Leslie Nielsen em sua melhor forma, no papel do trapalhão Drebin. O filme deu tão certo que ganhou duas sequências, em 1991 e 1994, se tornando um marco para o cinema de humor (existiram rumores recentes para uma retomada da franquia, o que infelizmente não acontecerá, pelo menos não com Leslie).

Daí pra frente, o ator ainda teve participações de destaque em muitas outras comédias de destaque, como "A Repossuída" (sátira de 1990 para "O Exorcista"), "Drácula - Morto Mas Feliz" (filme dirigido por Mel Brooks em 1995), "Mr. Magoo" (adaptação do desenho de mesmo nome, em 1997) e a terceira e a quarta parte de "Todo Mundo em Pânico", em 2003 e 2006. Nos últimos anos, Leslie Nielsen fazia pequenas participações em filmes de humor de menor sucesso, como "Super Herói - O Filme" (2008), mas sempre manteve seu título como um dos reis da comédia de Hollywood.

Abaixo, vamos ver o ator em alguns dos melhores momentos de sua carreira, fazendo o público rir com cenas antológicas da trilogia "Corra que a Polícia Vem aí!":



Leslie Nielsen sempre foi um dos meus comediantes preferidos, por isso escrevi esse post. Apesar de estar bem chateado com sua passagem, acredito que pessoas de tanto talento devem ser sempre lembradas, e essa é a minha intenção. Eu sou muito fã de quase tudo que ele fez, mas principalmente da série de TV e dos filmes com o personagem Frank Drebin. E você, gostava do ator? Qual seu filme preferido de sua carreira?

Se quiser, deixe sua homenagem nos comentários. Obrigado, Leslie Nielsen!

6 comentários

Leonardo Cruz 29 de novembro de 2010 09:12  

Ah cara, fiquei muito, muito triste. Todo mundo adorava o Leslie desde que era criança, é como perder um ente querido.

Que vá em paz...

Paulo Almeida Prado 29 de novembro de 2010 14:03  

Pois é, Leonardo

Eu senti a mesma coisa...

Abraços

Rafael Kaen 30 de novembro de 2010 13:45  

Ele era um dos meus atores favoritos! =/

Paulo Almeida Prado 30 de novembro de 2010 14:28  

Idem...

Obrigado pela visita!

Zézão 5 de dezembro de 2010 13:30  

Bem que a franquia podia retornar...com Steve Carrell no papel do policial Frank Drebin!

Paulo Almeida Prado 6 de dezembro de 2010 18:39  

Ah, eu não sei, acharia triste ver um filme da série sem ele.

Se bem que o Agente 86 tá aí, com o msm Steve Carrell, e tem um espírito parecido, já dá pra compensar um pouco, talvez.

Obrigado pelo comentário, abraços

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Spain by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP