sexta-feira, 13 de agosto de 2010

No Limite: relembre os dez anos do reality show!

No final dos anos 90 e começo dos anos 2000, surgia um novo gênero de programas, que revolucionaria a televisão, e ao contrário de muitas previsões, viria para ficar, conquistando seu espaço definitivo na grade das emissoras por todo o mundo. Estou falando dos realitys shows, programas cujo foco se volta a pessoas (geralmente) anônimas, envolvidas em situações diferenciadas, como confinamentos e gincanas. E este post é em função do aniversário de dez anos do primeiro exemplar do gênero a realmente se destacar no Brasil: "No Limite"!

Sempre apresentado por Zeca Camargo, a primeira temporada do programa global ocorreu de julho a setembro de 2000, e conseguiu uma atenção enorme da mídia, com altos índices de audiência. Com um prêmio de 300 mil reais (que seria o mesmo valor pago nas próximas edições), a cabeleireira gordinha Elaine venceu a competição e se tornou uma das primeiras, ou a primeira celebridade instantânea do país. No ano seguinte, tivemos duas edições. A segunda temporada foi de janeiro a março de 2001, sendo vencida pelo estudante Léo. A terceira, de outubro a dezembro do mesmo ano, foi vencida pelo policial Rodrigo, e sofreu muito com a concorrência da primeira "Casa dos Artistas" (SBT), que roubou todas as atenções, ofuscando o programa global e sendo o reality show com a maior repercussão da história, até hoje.

Então, o formato de aventura foi deixado de lado pela Rede Globo, que passou a investir no formato de confinamento em uma casa, o "Big Brother". Só em 2009, "No Limite" voltou e teve sua quarta edição, de julho a setembro. O programa foi vencido pela militar Luciana, que ganhou 500 mil reais, mas não conseguiu o status de celebridade, muito pelo fato da baixa repercussão obtida pela temporada.

Na verdade, apesar de ser exatamente igual ao original, o hit mundial "Survivor", no princípio o reality brasileiro não era uma adaptação legalizada, fato pelo qual a Globo enfrentou acusações dos detentores do formato, até que, em 2009, comprou os direitos e regularizou a situação. E, ao contrário do inspirador, que tem cada temporada baseada em um país diferente, "No Limite" sempre teve suas gravações realizadas no Brasil, sendo a 1ª e a 4ª edição no Ceará, a 2ª em Mato Grosso e a 3ª no Pará.

A seguir, veja uma matéria relembrando as quatro temporadas e contando um pouco sobre o destino de cada vencedor do programa! O vídeo foi exibido no "Vídeo Show" (e encontrado no blog "Mofo TV"); assista:



Desde o final da última edição, em setembro de 2009, existem vários boatos quanto à realização de uma quinta temporada; por enquanto, as informações divulgadas dizem que isso acontecerá em 2011, mas não há nada confirmado.

Apesar de não ser meu tipo preferido de reality, eu até gosto do formato, mas é interessante notar que no Brasil, esse tipo de programa não faz tanto sucesso, ao contrário dos EUA, por exemplo, onde o "Survivor" tem muito mais repercussão e importância que o "Big Brother", situação inversa da brasileira. E você, gosta de "No Limite"?

Não deixe de participar, comentando e seguindo o ColorScreen no Twitter!

1 comentário

Chaves Papel 14 de agosto de 2010 17:09  

Eu gosto desse formato "Survivor" do programa!

Que ao contrário de BBBs da vida, é bem legal.

Mas a última edilção foi bem fraquinha.

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Spain by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP